Doha

Doha (Qatar): um roteiro de 3 dias para se apaixonar

Compartilhe!

Doha entrou no nosso roteiro um pouco por acaso, estávamos programando a nossa viagem para Maldivas e uma das possíveis escalas era por Doha (Qatar) viajando pela companhia aérea Qatar Aiways. Ficamos muito empolgados para conhecer um destino tão diferente e aproveitamos o stopover para ficar 3 dias em Doha sem nenhum custo adicional na passagem.

O Stopover é quando a empresa aérea permite escala ou conexão com duração maior que 24 horas antes de sua destinação final, sem incorrer em custo adicional. Ou seja, você aproveita a passagem de um destino para conhecer outro, fazendo uma parada programada entre os voos. A companhia Qatar Airways incentiva que seus passageiros realizem escalas de até 04 noites em Doha sem acréscimo no valor da passagem e ainda fornece hospedagem 5 estrelas por 23 dólares.

Como ficaríamos apenas 3 dias priorizamos conhecer os lugares de interesse e principalmente vivenciar a cultura do país.

Skyline

Doha é a cidade mais populosa do país árabe Qatar que sediará a copa de 2022, conhecido oficialmente como um emirado do Oriente Médio. A cidade está localizada na costa do Golfo Pérsico, no leste do país.

Vou compartilhar um pouco como foram os 03 dias na cidade de Doha.

Primeiro dia

Chegamos em Doha por volta das 15 horas, escolhemos ficar no hotel Souq Waqif Boutique Hotels Tivoli que é um complexo de hotéis localizados no Souq Waqif (mercado central da cidade). Ficamos no hotel Al Bidda Hotel, Quarto Deluxe. A localização do hotel não poderia ser mais perfeita, ficava praticamente dentro do Souq Waqif que é o mercado típico do Oriente Médio, bem no burburinho da cidade e bem perto de várias atrações turísticas.

Deixamos as malas no hotel e logo saímos para explorar a cidade. Fomos direito para o Museu de Arte Islâmica (MIA – Museum of islamic Art) para apreciar o pôr do sol, tirar muitas fotos. O passeio é imperdível, o museu é lindo, tudo sobre a cultura islâmica e possui uma arquitetura maravilhosa. Antes de irmos embora tomamos um café no MIA Café que fica dentro do museu e ficamos apreciando o skyline da cidade.


Voltamos para o hotel e fizemos um passeio guiado pelo Souq Waqif (Mercado). Percorremos vários lugares do mercado inclusive na parte que ficam os animais (cavalo, gavião, camelos).

O mercado é muito divertido, muitas atrações, sem dúvida para mim é o melhor lugar de Doha. Parada obrigatória para um fim de tarde para comprar especiarias, tâmaras e tomar um bom café.

Segundo dia

No segundo dia, separamos para fazer o passeio no deserto. Como sairíamos só no começo da tarde, aproveitamos a manhã para conhecer o Shopping Villagio Mall. A expectativa era alta porque o shopping possui canais com passeios de gôndola fazendo referência à cidade de Veneza (Itália). Apesar de ser um shopping bonito, confesso que ficamos um pouco desapontados com a estrutura e com os preços.

Um dos passeios também disponíveis em Doha é o tour pelo deserto. Contratamos o passeio diretamente com o hotel e foi uma aventura e tanto percorrer as dunas de areia ao som de Funk.  A Viagem para o deserto demora aproximadamente 50 minutos, somos recebidos em uma tenda no meio do deserto que é o local de concentração de todos jipes que irão fazer as trilhas. Nessa tenda podemos servir à vontade chá e café e por um precinho camarada tirar fotos com os camelos. O passeio dura aproximadamente 03 horas e eu recomendo muito! Fomos no período da tarde e a experiência de ver o sol se pôr no meio do deserto é diferente de tudo que já vivenciei.

Depois do passeio no deserto voltamos para o hotel para um banho rápido e logo saímos para conhecer a região de The Pearl, que é a ilha artificial construída em forma de pérola. Dizem que o projeto total foi estimado em US$ 15 bilhões e se assemelha muito com a construção das palmeiras de Dubai. O bairro é da alta classe, apartamentos, carros e barcos milionários.  As ruas são extremamente limpas, iluminadas e a noite fica um som ambiente muito agradável. Encontramos muitas famílias aproveitando a noite e o espaço ao ar livre.

Depois de apreciar um pouco a ilha, voltamos para o Souq Waqif para jantar no Parisa, famoso restaurante persa. A decoração do restaurante é simplesmente surreal, as paredes são todas pintadas à mão e o teto com muitos cristais, é até difícil saber para onde olhar de tantos detalhes. A comida também nos surpreendeu muito.

O dia foi intenso e conseguimos aproveitar muito, Doha nos fascinava a cada minuto.

Terceiro dia

O terceiro dia começou bem cedo, queríamos aproveitar ao máximo nosso último dia. Andamos muito e a cada minuto ficávamos mais encantados com a cidade. Era uma sexta-feira e conseguimos sentir ainda mais a cultura do país. Para os muçulmanos a sexta-feira é o dia mais importante, pois é o dia de descanso e de orações.

A primeira parada foi o Katara Cultural Village. O Katara é um espaço destinado para eventos, possui um anfiteatro em estilo neoclássico incrível. O lugar é muito bonito, podem separar pelo menos 2 horas para o passeio no Katara. Ele fica de frente para a praia e conta com alguns restaurantes, sorveterias, alguns museus e lindas mesquitas (mesquita Gold e mesquita Katara).

Tenho certeza que será um dos lugares mais movimentados na época da copa.

Perto da região do katara recentemente abriu uma Galeria Lafayette (loja de departamento francesa de marcas de luxo). O lugar é deslumbrante, com muita ostentação e luxo. A área externa é linda e acreditem se quiser, existem ar condicionados no chão para que mesmo no calor as pessoas possam aproveitar a área externa.

No fim da tarde voltamos para o Souq Waqif para aproveitar mais um pouco o lugar que eu mais amei em Doha. Experimentamos muitas tâmaras, doces típicos e até fumamos o tradicional Narguilé.

Para fechar com chave de ouro a nossa viagem ao Qatar fomos jantar em um restaurante bem típico que ficava entre os corredores do Souq Waquif, o restaurante é frequentado praticamente por nativos, embora o ambiente bem simples e as mesas eram compartilhadas foi uma das melhores experiências gastronômicas dessa viagem.

Dicas:

  • Respeitem a cultura do país que estão visitando. O Qatar é um país do Oriente Médio e possui a cultura muito diferente. Recomenda-se evitar o uso de shorts, minissaias e blusas decotadas e que deixem os ombros de fora. Também é bom evitar beijos e abraços em público;
  • Não sentimos dificuldades com o idioma, praticamente todos falam inglês muito bem;
  • Levem sempre um lenço na bolsa e quando entrarem nas mesquitas lembrem-se de tirar os sapatos e usar o véu para cobrir a cabeça;
  • Nem pensem em levar garrafas de bebida para lá. É proibida a entrada de bebida alcoólica no país. Somente é permitido estrangeiros beberem e em lugares licenciados;
  • No aeroporto compramos um chip de celular da Ooredoo para usarmos a internet;
  • Usamos Uber por toda a cidade e funcionou muito bem!
  • Evitem ir no verão, pois a temperatura ultrapassa os 40ºC.

A viagem para Doha nos surpreendeu em todos os aspectos, fomos muito bem recebidos, amamos o clima receptivo dos locais, a cidade é muito bonita e também nos surpreendemos com a gastronomia. Quem ainda estava com dúvida se valeria a pena uma paradinha em Doha agora pode ter certeza, vocês irão se apaixonar, assim como nós!

Larissa Amorim

Larissa Amorim, uma mineira, advogada e mestre, apaixonada por café e viagens e que tem como passatempo montar roteiros, compartilhar as suas experiências e incentivar as pessoas a viajarem. Instagram: larissabamorim.

Compartilhe!