roteiro

Roteiro Ilhéus, Península de Marau e Itacaré

Compartilhe!

Esse roteiro é perfeito para quem ama praia, natureza e gosta de incluir atividades culturais em suas viagens. Eu, particularmente, acho que todas devemos conhecer nosso país, pois ele apresenta muitas riquezas naturais, culturais, culinárias… Cada vez que viajo pelo Brasil aprendo algo novo sobre nossa cultura, o que me fascina muito, e neste roteiro não poderia ter sido diferente.

Nesse post falarei de forma geral sobre como chegar à região, sugestão de roteiro e de hospedagem. Os passeios e restaurantes serão abordados em posts específicos.

Como Chegar

Ilhéus

Nesse roteiro Ilhéus é o destino de mais fácil acesso. Situada a cerca de 450 km de Salvador, a cidade conta com um aeroporto próprio que recebe vôos diários de várias cidades. Nós utilizamos pontos do Clube Smiles para adquirirmos nossas passagens, que custaram 13 mil milhas cada (Belo Horizonte – Ilhéus).

Para quem utiliza milhas para comprar passagens aéreas, a Smiles é uma excelente opção para viajar dentro do Brasil, já para viagens ao exterior, a melhor opção é a Multiplus. Sempre existem promoções de passagens aéreas, fique de olho e, caso esteja saindo do sudeste, saiba que é possível comprar o trecho para Ilhéus por menos de R$400.

Também há a opção de acessar a cidade de carro ou ônibus. Essas opções são recomendáveis para quem mora em cidades que não possuem aeroporto, que moram em cidades próximas ou que gostam muito de dirigir, pois dependendo da distância o valor gasto com gasolina e desgaste do carro pode ser mais alto que o valor da passagem de avião.

Aeroporto Jorge Amado, Ilhéus (Imagem G1-Globo)

Marau – Barra Grande

Para chegar à Península de Marau é um pouco mais complicado. Geralmente os turistas se hospedam em Barra Grande, que fica a 125 km de Ilhéus e a 276 km de Salvador. Existem duas opções principais para chegar a Barra Grande: ir de carro ou pegar um ônibus para Camamu e depois pegar um barco para Barra Grande.

A Península de Marau é grande, conta com diversos vilarejos e distritos. Saindo de Ilhéus, o acesso via terrestre conta com 80 km de estrada asfaltada e 45 km de estrada de terra que é conservada pelos moradores, ou seja, suas condições estão longe de serem perfeitas.

Antes de decidir ir de carro, consulte seu hotel para saber as condições da estrada. Dizem que quando chove o acesso via terrestre se torna inviável. Quando fomos não estava chovendo, então a estrada estava acessível. Foram cerca de 30 km de estrada de terra batida, com lombadas e buracos, e cerca de 15 km de estrada de areia com pequenas dunas e atoleiros no trajeto. O trajeto de 125 km levou cerca de 2 horas e meia para ser concluído.

Estrada de terra da Península de Marau. Repare que o caminho de uma praia para a outra não é sombreado e é feito através de estrada de terra/areia.

Se você não gosta de dirigir ou tem medo de estrada de terra, talvez a melhor opção seja ir de ônibus e barco. Mas saiba que ao chegar na península você terá que alugar um quadriciclo (R$100 a diária), utilizar os serviços das jardineiras (caminhões turísticos que fazem o transporte para as praias), ou pagar por passeios guiados porque as praias mais bonitas são muito distantes umas das outras e você precisará de um meio de transporte motorizado para conseguir aproveitar o que a península tem para oferecer.

Optamos por alugar um carro através do rentcars.com. O site compara os preços das locadoras e, caso você baixe o aplicativo, ele vai te mandando cupons de descontos diariamente. Aguardei um cupom de desconto que me interessou para fazer o aluguel do carro. Optamos por alugar uma Duster porque não é recomendável ir a Marau com carro baixo, apesar de termos visto alguns Unos, Gols e Palios na estrada, a quantidade de buracos, lombadas, areia e demais adversidades demandam um carro mais robusto.

A opção de ir de carro, seja ele próprio ou alugado, te proporciona certa liberdade porque você não dependerá de grupos de excursões ou do horário da Jardineira para visitar as praias desejadas. A opção de utilizar quadriciclo como meio de transporte na península não me atraiu porque alguns trajetos podem levar cerca de 20 minutos no sol escaldante da Bahia e em estrada de areia/terra, ou seja, minha pele ficaria ardendo em decorrência do trajeto e eu não conseguiria aproveitar tanto quanto ao utilizar o carro como meio de transporte, mas isso varia de pessoa pra pessoa.

Caminho de Taipu de Dentro para Taipu de Fora.

Itacaré

De Barra Grande (Península de Marau) para Itacaré são cerca de 65 km, dentre eles, 45 km de estrada de terra. Já de Itacaré a Ilhéus são 71 km de estrada asfaltada. É possível ir a Itacaré de ônibus ou excursão saindo de Camamu ou Ilhéus.

Escolhemos deixar Itacaré como nosso último destino porque não queríamos correr o risco de pegar a estrada de terra antes do nosso voo e o acesso de Itacaré a Ilhéus de carro é muito bom.

Sugestão de Roteiro de 8 dias

Esse é o roteiro que fizemos para conhecer um pouco de cada um dos destinos. Infelizmente não conhecemos o Campinho ou a Praia do Cassange, que estão no roteiro abaixo, além de ter conhecido muito pouco o que Marau tem para oferecer. Apesar disso, vale muito a pena fazer esse roteiro, achamos que ele teve a medida certa, pois não conseguiríamos aguentar mais dias de sol, calor e praia.

Alguns dis podem parecer bem intensos, mas saiba que os passeios locais vendidos em Barra Grande (Península de Marau) e em Itacaré algumas vezes são mais intensos do que esse roteiro. Se você for uma pessoa que gosta de ficar o dia inteiro em uma praia só, pesquise qual delas te agradará mais, porque são muitas opções e algumas delas só são interessantes na Maré Baixa, como Taipu de Fora e Havaizinho.

Não incluí Itacarezinho no roteiro porque eu não recomendo a visita por motivos que serão expostos no próximo post, mas, caso você queira incluí-la no seu roteiro, eu a colocaria no dia 7 no lugar da Praia da Engenhoca.

Se você puder ficar um pouco mais e tiver maior resistência ao sol e calor, vale a pena incluir ao menos mais um dia de estadia em Barra Grande (Península de Marau), pois existem diversos passeios não contemplados nesse roteiro.

  • Dia 1: Chegar em Ilhéus, aproveitar o hotel, conhecer a praia próxima ao seu hotel, comprar passeios;
  • Dia 2: Conhecer fazenda de Cacau, Centro Histórico e passar o resto do dia na praia do hotel;
  • Dia 3: Aproveitar hotel, aproveitar a praia do hotel, descansar;
  • Dia 4: Buscar carro alugado no aeroporto, pegar estrada para Marau, assistir ao pôr do sol na Ponta do Mutá, mergulho noturno em Taipu de Fora;
  • Dia 5: Conhecer Taipu de Fora no horário da maré baixa, conhecer Taipu de Dentro e Campinho (algumas agências incluem a praia e lagoa do Cassange e de Agodões nesse mesmo roteiro);
  • Dia 6: Ir para Itacaré, no caminho parar nas Praias do Cassange e de Algodões, fazer check-in no hotel em Itacaré, conhecer as praias do Ribeira, do Costa, da Tiririca e do Resende;
  • Dia 7: Conhecer praia Engenhoca, Havaizinho, Camboinha e passar o final do dia na Praia do Concha;
  • Dia 8: pegar a estrada para Ilhéus, retorno para casa.

Onde Hospedar

Nessa viagem, diferentemente da viagem ao Peru, tivemos a sorte de termos gostado de todos os hotéis nos quais nos hospedamos. Eu realmente recomendo todos eles, vale a pena ir a Ilhéus para se hospedar no Jardim Atlântico e, quando eu retornar para Itacaré, com certeza ficarei no Barcaça, mas talvez me hospedasse em local diferente em Barra Grande.

Ilhéus

Ficamos hospedados no Jardim Atlântico Beach Resort. Essa foi a minha segunda vez no hotel e eu sou suspeita pra falar porque para mim não há melhor custo-benefício em termos de hotel. A diária do quarto mais simples em baixa temporada costuma ser em torno de R$200 para o casal. Com um pouco mais você consegue quartos mais próximos da piscina e mais luxuosos.

O resort conta com um restaurante MARAVILHOSO, piscina super bem cuidada, quiosque na praia, praia quase deserta, atividades recreativas, bar molhado, quarto com ar condicionado e frigobar, sala de ginástica básica, quadras de tênis e de futebol e estacionamento.

O serviço é excelente, atendentes super educados, café da manhã diverso, farto e delicioso, com tapioca e omelete feitos na hora, enfim, eu altamente recomendo esse hotel.

Localizado próximo ao aeroporto, mas não há barulho das aeronaves, a distância do Centro não é tão grande, o trajeto de Uber do hotel fica em menos de R$15. Infelizmente a infraestrutura de bares e restaurantes próximos ao hotel deixa a desejar.

Pequena amostra da área externa do Jardim Atlântico Beach Resort.

Península de Marau – Barra Grande

Em Marau existem diversos vilarejos, para visitar as praias. O mais recomendado não é ficar na cidade de Marau, mas em Barra Grande ou Taipu de Fora.

Barra Grande conta com maior diversidade de bares, feirinha e é bem charmosa no período noturno, já Taipu de Fora é mais sossegada, conta com pouca infraestrutura, mas é menos longe das outras praias.

Optamos por nos hospedar em Barra Grande, no hotel HTL. O hotel é aconchegante, tem piscina, a equipe é excelente, super educada e bem treinada, o café da manhã e DELICIOSO (mas fique atentoa, algumas reservas não incluem café da manhã).

O quarto é bonito, mas a água é horrível, tem cheiro ruim, o chuveiro dava choque e era difícil regular sua temperatura. Pagamos cerca de R$200 a diária, mas achamos que poderíamos ter ficado em um hotel mais próximo à pracinha principal.

Não há necessidade de optar por hotel com piscina em Marau porque existem opções de piscinas naturais na península.

HTL Hotel

Itacaré

Em Itacaré ficamos hospedados na Pousada Barcaça e absolutamente AMAMOS!!

As diárias ficaram em torno de R$170 para o casal. A pousada é extremamente bem cuidada, a cama, os travesseiros, chuveiro e água foram os melhores de toda a viagem. A equipe é extremamente amigável, o café da manhã é menos farto que o dos outros hotéis, mas também tinha tapioca feita na hora e os pães eram caseiros. Uma delícia!

A localização é excelente! É possível caminhar para as principais praias do Centro de Itacaré e para a rua na qual estão localizados a maioria dos restaurantes. Eu realmente recomendo esse hotel.

Ao hospedar-se em Itacaré, escolha um hotel nas proximidades do Barcaça, você com certeza terá a melhor localização possível.

Pousada Barcaça.

Observação

Os nossos posts não são patrocinados e nossas viagens não têm nenhum tipo de subsidio, desconto ou patrocínio. As opiniões aqui relatadas condizem com as nossas experiências em viagens particulares nas quais todos os custos foram arcados por nós mesmas.

Fabi D'Alessandro

Psicóloga Social apaixonada pela diversidade e pela descoberta de novas culturas. Usa como inspiração a frase "O mundo é um livro e aqueles que não viajam leem somente uma página"

Compartilhe!